Saiba como foi o nosso evento sobre as eleições municipais, o impacto federal e a análise econômica em São Paulo!

Saiba como foi o nosso evento sobre as eleições municipais, o impacto federal e a análise econômica em São Paulo!

2024 é ano de eleições municipais no Brasil, sendo importante ficar de olho nos seus impactos tanto em nível municipal quanto estadual e federal.

Na manhã do dia 4 de junho, a Tendências Consultoria realizou um evento exclusivo para clientes em parceria com a Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais (Abrig). Ele aconteceu no hotel Meliá Ibirapuera, em São Paulo, e contou com as presenças de Alessandra Ribeiro (sócia e diretora da área de Macroeconomia e Análise Setorial da Tendências), Rafael Cortez (sócio e cientista político da Tendências, responsável pela análise de risco político) e Rafael Favetti (vice-presidente da Abrig e doutor em Direito Constitucional).

Saiba mais sobre os tópicos debatidos pelo trio neste artigo.

Crescimento econômico do Brasil em 2024

Segundo Alessandra, quando olhamos o crescimento econômico do país nos últimos anos (de 2021 a 2023), é possível perceber uma trajetória bastante positiva, com números sistematicamente acima das projeções de economistas.

Existe uma estimativa de avanço de 1,8% no PIB em 2024, que é reforçada pelos efeitos adversos dos eventos climáticos no Rio Grande do Sul. A expectativa preliminar aponta um efeito negativo de 0,3 ponto percentual no ano.

Impacto das eleições municipais em São Paulo

É fato que as eleições municipais da cidade de São Paulo são uma peça-chave para questões mais amplas da política nacional, como por exemplo a relação entre esquerda e direita, que continua bastante polarizada, assim como aconteceu nas eleições de 2022.

De acordo com Cortez, devido a essa polarização, é muito difícil manter coalizões estáveis. Ele explica que as eleições de São Paulo serão importantes para sinalizar um possível candidato de oposição para as eleições nacionais em 2026, já que o ex-presidente Bolsonaro se encontra inelegível.

Além disso, Cortez defende que existe uma diferença entre polarização e radicalização. A polarização sempre existiu nas eleições, mas hoje vemos uma radicalização da sociedade em relação à esquerda e à direita, principalmente desde as eleições de 2018.

Análise da economia da cidade de São Paulo

O PIB da região Sudeste possui um grande impacto na economia nacional. Ele representa 52,3% do PIB total do Brasil, com um peso relevante do setor de Serviços (quase 70%), seguido por Indústria (28,5%) e Agropecuária (3%).

Com relação à cidade de São Paulo, seu PIB representa 57,7% do PIB total da região Sudeste. O crescimento neste ano está em linha com o PIB Brasil (1,8%) e, no próximo ano, um pouco abaixo (1,7% ante o crescimento de 1,9% do Brasil). O setor de Agro limita essa performance, mesmo que as expectativas para Indústria, Construção Civil e Extrativismo sejam bastante positivas.

Quando falamos do Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC), o Sudeste e o Nordeste devem concentrar os investimentos previstos para os próximos anos, com grande parte do valor envolvido vindo do setor privado.

Quer participar dos próximos eventos exclusivos da Tendências? Torne-se nosso cliente clicando aqui!

Compartilhe essa postagem:

Como podemos te ajudar? Entre em contato conosco por telefone ou envie um e-mail.