Índices ESG: bons preditivos de desvios morais futuros das empresas?

Foto: Thithawat_s/Getty Images

Em artigo publicado pela Exame, a analista da Tendências, Mariana Palandi M. Pacheco, apresenta os resultados de sua dissertação de mestrado sobre a real eficácia e acuracidade dos índices ESG para prever o envolvimento de empresas em escândalos corporativos. Tais índices foram desenvolvidos por agências de rating para reduzir a assimetria de informação entre companhias e agentes de mercado sobre quais são as empresas mais alinhadas aos critérios de meio ambiente, sociedade e governança corporativa. No entanto, como não há padrões obrigatórios ou uma metodologia única para sua estimação, a real eficácia dos índices ESG como única fonte de informação para embasar decisões de investimento vem sendo questionada.

Clique aqui para ler mais.

Acesse todos os serviços e produtos

Faça seu login